Visitantes

terça-feira, 27 de abril de 2010

Cultura da Manga


Nome científico: Mangifera indica L.
Família: Anarcadiaceae
Nomes populares: Manga
Nome em inglês: Mango
Origem: Sul da Ásia

Um dia, Buda manifestou o desejo de acolher-se a um bosque onde meditar em paz e em harmonia com a natureza. Deram-lhe um pomar com dez mil mangueiras. Tantas eram, na Índia, naquele tempo. E tanto o povo hindu considerava a árvore e a fruta. Porque é sombra farta e ventilada pela copa de mais de dez metros de altura; é delícia de fruto sumarento, oloroso, revigorante; é remédio contra as cólicas, as tosses, a bronquite.

Daí, em face de tantas mercês, o português trouxe a manga para o Brasil. Ela se fez dona da casa, pompeando a copa larga, os cinco e mais metros de circunferência do tronco, a fartura dos frutos amarelo-tentação.

Contam-se cerca de quinhentas variedades, espalhadas por quintais, praças, pomares, ruas, desde o Paraná ao extremo norte, que é a região onde a manga atinge o máximo em brilho na coloração, em aroma e sabor. Aqui e ali, por toda parte industrializada ou consumida ao natural - nas lambuzadas de cara inteira que são marca nacional da apreciação do fruto -, a manga vai confirmando o nome que lhe deram em sânscrito -amra, aquele que serve as criaturas.

Quem não recitou ou ouviu recitar, fazendo coro com o mavioso Gonçalves Dias: "Já viste coisa mais bela/Do que uma bela mangueira,/E a doce fruta amarela,/Sorrindo entre as folhas dela,/E a leve copa altaneira?".

A CULTURA DA MANGA

A manga é uma das frutas mais procuradas no mundo. A procura tem aumentado bastante nos mercados interno e externo, alcançando preços compensadores. Mas para que se tenha êxito na sua cultura é preciso adotar práticas de cultivo adequadas, de modo que o produto atenda às exigências do mercado consumidor. É essencial que a fruta tenha boa qualidade e custo de sua produção seja competitivo.

CLIMA

A mangueira de adapta bem em áreas onde as estações seca e chuvosa se apresentem bem definidas. O período seco deve ocorrer bem antes do florescimento, de modo a permitir à planta um período de repouso vegetativo, e prolongar-se até a frutificação para evitar os danos causados pela antracnose e o oídio. Após a frutificação, é benéfica a ocorrência de chuva, pois estimula o desenvolvimento dos frutos e impede sua queda.

Quando se pode contar com um sistema de irrigação (regiões semi-áridas) o plantio da mangueira pode ser feito em qualquer época do ano. Quando não se dispõe dele, realiza-se o plantio no período das águas.

SOLO

A mangueira vegeta tanto em solos arenosos quanto nos argilosos. Solos de baixadas, sujeitos a encharcamento, e os pedregosos, devem ser evitados. As áreas que permitem a mecanização são especialmente indicados. O espaçamento é o de 10m entre ruas por 10m entre plantas. Outros espaçamentos podem ser usados, conforme as condições do solo e do manejo da cultura: 9 x 9m, 9 x 6m, 10 x 8m, 8 x 8m, 8 x 5m, 6 x 6m, 5 x 5m.

CULTIVARES

As cultivares mais indicadas são as que aliam a alta produtividade a qualidades como a coloração atraente do fruto, bom sabor, pouca fibra, etc.

Tommy Atkins - Frutos médios a grandes, de 400 a 700g, cor amarela a vermelha, superfície lisa, casca grossa e resistente. De excelente sabor, doce e pouca fibra. Relativamente resistente a antracnose.

Haden - Frutos médios a grandes, 400 a 600g, cor amarelo-rosada; polpa sucosa, sem fibras, doce e de cor laranja-amarelada. Semente pequena. Além de vegetar muito, é considerada alternante e suscetível à antracnose e a seca da mangueira.

Keitt - Frutos grandes, 600 a 900g, cor amarelo-esverdeada com laivos fracos avermelhados; polpa amarelo intenso, sem fibras, sucosa; semente pequena; planta muito produtiva, com hábito de crescimento típico, com ramos longos e abertos.

Kent - Frutos grandes, 600 a 750g, ovalados, de casca verde-claro-amarelada, tornando-se avermelhada, quando madura, e de maturação tardia; polpa amarelo-alaranjada, doce, sem fibra. Árvore vigorosa e produtiva.

Van Dyke - Frutos médios, 300 a 400g, cor amarela com laivos vermelhos; polpa firme e resistente ao transporte; sabor agradável, muito doce. Semente pequena, planta muito produtiva.

Surpresa - Frutos médios a grandes, 400 a 600g, cor amarelo intenso; polpa amarela, firme, sucosa, muito doce, sabor agradável e sem fibra. Semente pequena, planta muito produtiva, relativamente resistente à antracnose.


Fonte:http://www.todafruta.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário